Seja bem-vindo ao Dakota Johnson Brasil, sua fonte mais atualizada de informações sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue ao lado e divirta-se com todo o nosso conteúdo. O Dakota Johnson Brasil não é afiliado de maneira alguma a atriz, sua família, amigos ou representantes. Este é apenas um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos.

A marca de bem-estar sexual, Maude, é mais conhecida no mercado por brinquedos sexuais sem gênero e produtos de banho e corpo chiques projetados especificamente para ajudar os clientes a abordar a intimidade de uma forma moderna. A empresa foi fundada em 2018 por Éva Goicochea e, apenas no ano passado, a atriz Dakota Johnson se juntou à equipe como investidora e co-diretora de criação. A missão da marca não é apenas elevar a experiência sexual, mas também desestigmatizar as conversas em torno do sexo. Cada dispositivo e produto na linha é algo que você não se importaria se fosse deixado na mesa de cabeceira ou no balcão do banheiro. Não há nenhum produto que venha em cores brilhantes tipo rosa despedida de solteira ou roxo; em vez disso, os vibradores vêm em cores como argila, carvão ou verde escuro. Seus produtos para o corpo, incluindo shine, um lubrificante pessoal, ficariam em casa ao lado de qualquer garrafa de Aesop ou Byredo.

Terça-feira, 9 de novembro, Maude entra em uma nova categoria de dispositivos com seu primeiro plug anal chamado cone. É um produto que eles sempre planejaram criar, mas também desenvolveram com base no feedback contínuo de seus clientes. “Estávamos vendo muitas pessoas dizerem, ‘queremos brinquedos anais, realmente amamos a vibração, mas precisa de uma base ’. Então [cone] ecoa muito a mesma forma da vibração”, diz Goicochea. “Estamos criando produtos que podem ser usados ​​por pessoas que já estão realmente confortáveis ​​com sexo anal, mas também fazem com que as pessoas que talvez queiram experimentar sintam que este é um produto acessível.”

Tirar o tabu da conversa em torno do sexo anal é apenas a próxima parada na trajetória da Maude. Eles sabem onde estão como líderes no espaço do bem-estar sexual: “Tenho observado muitas empresas tentando ser a Maude”, diz Johnson. “Mas, a imitação é a forma mais elevada de lisonja, então isso é ótimo.”

Abaixo, Dakota e Éva conversam com a NYLON sobre o progresso da Maude, seus produtos favoritos e o cone como a mais nova adição à marca.

DAKOTA, COMO TEM SIDO A EXPERIÊNCIA DE TRABALHAR NA MAUDE?

Dakota Johnson: Normalmente com parcerias como essa, você não consegue se envolver de forma alguma como a pessoa no meu lugar, mas a razão pela qual isso foi tão interessante para mim é porque eu trabalho muito próxima a todos. Eva e eu trocamos muitas mensagens de texto, é realmente uma colaboração. Eu faço parte de tudo e isso é incrível porque é um assunto que me interessa muito e acho que é profundamente importante para a melhoria da humanidade. Acho que temos sonhos realmente grandes e capacidades enormes e estou muito animada com o que acredito que podemos fazer.

COMO VOCÊ VÊ A CONEXÃO ENTRE OS PRODUTOS QUE A MAUDE CRIA E A NORMALIZAÇÃO AA CONVERSA EM TORNO DO SEXO?

DJ: Por muito tempo, os produtos de bem-estar sexual foram comercializados como brinquedos e parecem ridículos. Eu não quero nenhuma coisa rosa parecendo louca na minha casa. Todos os produtos da Maude são algo que você poderia ter na sua mesa de cabeceira, são totalmente discretos e chiques e também meio que elevam o jogo sexual. Não é tabu e não é ridículo explorar sua sexualidade com produtos. É tão natural e tão normal.

Éva Goicochea: Dakota e eu falamos sobre isso o tempo todo, mas o subtexto de tudo ao nosso redor é sexo o tempo todo, mas a própria indústria se tornou a última fronteira. Muitas coisas no mundo se inspiram na estética do sexo e do romance. E então você chega à indústria [de bem-estar sexual] e pensa: “O que é isso?”

Sentimos essa grande responsabilidade não apenas de trazer um pouco de romance e intimidade para a indústria e elevá-la, mas, ao fazer isso, esperamos que afetemos outras gerações para que sejam responsáveis, confortáveis ​​e felizes com o assunto.

POR QUE O CONE ERA O PRÓXIMO PRODUTO QUE VOCÊS QUERIAM CRIAR?

EG: Sempre pensamos nessa ideia de ser o mais inclusivo possível, então sabíamos que queríamos fazer um dispositivo anal. Estávamos recebendo muitos feedbacks. Queremos apenas vibração, mas com base.

O Cone para nós era sobre adentrar um lugar mais inclusivo. Não estamos apenas criando produtos que podem ser usados ​​por pessoas que já estão realmente confortáveis ​​com sexo anal, mas também por pessoas que talvez queiram experimentar e sentir que este é um produto acessível. É realmente este belo objeto básico e ferramenta. Nossos produtos, especialmente os dispositivos, são realmente feitos para serem seus itens básicos de bem-estar sexual. E pensamos apenas no tamanho, nos materiais e nas cores, é algo realmente universal.

QUAIS SÃO OS SEUS ITENS FAVORITOS DA MAUDE?

EG: Eu acho que o Burn. Burn é incrível.

DJ: Sou nossa cliente número um. Mas meu produto favorito é o wash, porque há algo na ideia do meu corpo estar limpo e cheirando exatamente como deveria, com seu próprio pH, que é muito sexy para mim. Mesmo sem perfume tem esse cheiro específico que é tão limpo e simples e discreto, mas é muito, muito bom.

O QUE VOCÊ PENSA SOBRE AS MUDANÇAS NO MERCADO EM TORNO DO BEM-ESTAR SEXUAL E QUAL PAPEL VOCÊ ACHA QUE TEVE NESSE ACONTECIMENTO?

EG: Não quero receber muito crédito pela mudança do mercado. Houve startups em bem-estar sexual antes de nós, mas eles eram muito, muito focados em mulheres e predominantemente focados em mulheres em seus vinte anos. Começamos a ver muito essa mudança. Agora, não estamos apenas vendo focos em diferentes grupos de idade, mas também estamos vendo empresas começando a adotar uma abordagem mais neutra em termos de gênero.

Eu digo isso o tempo todo, mas sexo é uma necessidade humana básica. É como comer e dormir e acho que definir o gênero não é realmente útil para quebrar o gelo ou ter essas conversas. Se por acaso você é heterossexual, por exemplo, e está conversando com seu parceiro, levar para casa produtos de gênero não é útil. Sexo é para todos e não importa o seu gênero, você deveria ter esses produtos fantásticos. É por isso que pensamos nisso de forma neutra. Além disso, sexo e gênero não são a mesma coisa. Portanto, combiná-los é um péssimo serviço.

DJ: Tenho observado muitas empresas tentando ser a Maude. Mas, a imitação é a forma mais elevada de lisonja, então isso é ótimo. Estou realmente intrigada em como a conversa está crescendo e se expandindo, especialmente nos Estados Unidos. Mas tenho sonhos de uma conversa global, o que não é simples. Como Eva disse, o sexo é uma necessidade humana básica e é tão interessante que algumas pessoas têm essa necessidade negada e envergonhadas e desencorajadas ou aproveitadas. Eu sinto que quanto mais isso acontece, mais eu sou encorajada a continuar falando.

Tradução: Equipe DJBR | Fonte

Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Dakota Johnson Brasil © 2020  
Host: Flaunt Network | DMCA | Privacy Policy