Seja bem-vindo ao Dakota Johnson Brasil, sua fonte mais atualizada de informações sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue ao lado e divirta-se com todo o nosso conteúdo. O Dakota Johnson Brasil não é afiliado de maneira alguma a atriz, sua família, amigos ou representantes. Este é apenas um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos.

A divulgação de Cinquenta tons de cinza está a todo vapor! Dakota Johnson está na revista Cine Premiere na qual vocês podem ler a entrevista abaixo traduzida:

Quem é Anastasia Steele para você?
Minha versão de Anastasia é uma mulher que se valoriza e se respeita tanto que ainda não havia se entregado a ninguém, porque simplesmente não havia encontrado alguém que a merecesse, portanto, eu me liguei a ela tanto no emocional como fisicamente. Creio que por isso é tão legal quando ela se encontra com Christian, porque ele é o primeiro que a fez se sentir assim. Ela articula sua grande força interior com graça, porque ela é uma mulher muito poderosa, única e é uma fonte de inspiração.

Qual aspecto da personagem te pareceu mais complexo de interpretar?
O que mais me intrigou nela foi a viajem emocional e física que compromete. É o momento em que uma mulher perde a sua virgindade, é delicado e belo, mas também aterrorizante, porque muda sua vida. Se isso se contribui às pessoas que tem gostos sexuais peculiares.. Bem, acredito que é algo que qualquer mulher gostaria de lidar. Foi muito interessante e divertido interpretá-la, porque realmente tentei mostrar o processo mental no qual ela passa.

O que você faria se conhecesse um homem como Christian Grey? Continuaria saindo com ele mesmo após descobrir seus interesses sexuais ou sairia correndo?
É… Não… Bem… Não sei. (risos)

Você acredita que as mulheres de hoje em dia estão abertas ao BDSM ou é algo que só pertence ao mundo das fantasias sexuais?
A subcultura do BDSM é muito mais grande do que a gente pensa, também é incrivelmente interessante, ainda que muita gente acredita que se trata apenas de determinadas atividades, é uma realidade que requer de um estilo de vida muito privado, de modo que a verdade se trata da psicologia que há por trás: os fetiches, os aromas, as sensações, o tato e a textura das coisas. Acredito que as mulheres se intrigam porque é como quando eram meninas e entendem do que se trata o sexo pela primeira vez: ficam impressionadas e acham fascinante. BDSM é algo que está saindo na luz e pouca gente sabe do que realmente se trata, é interessante, chamativos e às vezes surpreendente porque nem sabiam que isso existiam.

Então você considera o BDSM o último tabu que acabamos de superar?
Sim, pode ser. Devemos levar em conta que a base do BDSM é dominar e se submeter, ou, ter o controle e perdê-lo, e acredito que para muitas mulheres que foi escrito o livro, esta ideia pode ser de certo ponto, um pouco romântica, porque para muitas mulheres, ceder aos desejos de outros podem ser atrativos.

Jamie disse que a história pertence meramente ao mundo da fantasia. Você concorda?
Acredito que em parte sim, mas na sociedade nunca sabemos quando teremos portas fechadas, assim podemos ter alguém que seja bem sucedido como Christian Grey e que ao mesmo tempo, desfrute muito do BDSM. De fato, as estatísticas mostram que a maior parte dos submissos são homens de negócios muito poderosos que ficam a maior parte do tempo no controle de situações. Ao contrário do que muita gente pensa, não se trata de uma mulher que atua como submissa e o homem como dominante. Para quem acredita que o personagem de Christian Grey é muito charmoso e por isso o livro ficou bem sucedido. Não, não é uma história real e nem os personagens foram baseados em gente de verdade… Nada assim é perfeito.

Layout criado e desenvolvido por Lannie - Dakota Johnson Brasil © 2024  
Host: Flaunt Network | DMCA | Privacy Policy