Dakota Johnson Brasil » The Sound of Metal

Seja bem-vindo ao Dakota Johnson Brasil! Sinta-se à vontade para comentar nos posts, visitar nossa galeria e ficar informado sobre a atriz e modelo Dakota Johnson. Esperamos que aproveite todo o conteúdo que o site tem a oferecer e volte sempre.

Arquivo de 'The Sound of Metal'



09.06.2018
postado por Anna C e categorizado como Dakota Johnson, Filmes, Notícias, The Sound of Metal

Na quinta-feira, 07 de junho, Darius Marder, diretor de The Sound of Metal, divulgou uma notícia muito triste para os fãs da Dakota: a atriz não faz mais parte do elenco de seu novo filme que tinha planos para ser filmado ainda em 2016. Em sua conta do Twitter, Marder afirmou que a notícia se deu por conta de alguns problemas de incompatibilidade de agenda. Confiram a seguir:

“Meus queridos, obrigado por checar sobre #SoundOfMetal! As gravações começarão nesse verão mas, infelizmente, eu devo informar que Dakota Johnson não vai se juntar a mim. Sem amor perdido, apenas o timing e os misteriosos ritmos do processo criativo. Está tudo nas estrelas. Trocadilho intencional.”

31.01.2018

Cinquenta Tons de Liberdade está na capa da edição de fevereiro da revista italiana Best Movie e Dakota concedeu uma entrevista à eles. À seguir, confira a matéria traduzida, assim como os scans:

Sobre Anastasia Steele/Grey em ‘Cinquenta Tons de Liberdade’:
Neste terceiro capítulo, Anastasia precisa se acostumar com sua vida de casada, o estilo de vida do marido e sua natureza opressiva. Este filme é sobre detalhes, que definem a relação entre Christian e Anastasia.

Sobre trabalhar com Sam Taylor-Johnson e James Foley:
Foram duas experiências completamente diferentes, mas acho que ambos fizeram um trabalho incrível. Tem sido esclarecedor ver como um homem e uma mulher podem trabalhar com esse material. Eu acho que Sam Taylor-Johnson foi perfeita para o primeiro filme, assim como os outros dois foram melhores para James. Este terceiro filme, em particular, está cheio de suspense.

Sobre engravidar em ‘Cinquenta Tons de Liberdade’:
Eu já estive grávida em 2012, em um seriado chamado “Ben & Kate”. É algo que eu amo. É um papel que eu interpreto muito na minha família considerando que tenho muitos irmãos mais novos; quando estou com crianças, tendo a perder o controle e ser um pouco infantil.

Sobre ‘Suspiria’ e trabalhar com Luca:
Adoro o Suspiria original e nós, eu e Luca, fizemos o nosso melhor para honrá-lo e torná-lo melhor, talvez. É artisticamente lindo, um trabalho tão incrível. O design, a trilha sonora, eram fascinantes e únicos. Belos, mas aterrorizantes. Trabalhar com Luca foi relaxante e terrivelmente frenético: ele é um diretor real. Um verdadeiro diretor italiano. Ele encontra inspiração em tudo: cores, música, um quadro. Ele não fica quieto um minuto, está sempre pensando nas coisas.

Sobre ‘A Bigger Splash’ e trabalhar com Tilda Swinton:
Fiquei tão feliz (por voltar a trabalhar com a Tilda). Foi uma experiência muito diferente de ‘A Bigger Splash’, que filmamos em Pantelleria, era um lugar que quase nos forçava a ter atuações mais cruas e secas. Era uma ilha cheia de energia e cor, talvez porque está em um vulcão. Tudo é tão vívido; as plantas, as pessoas… é como se a ilha fosse um personagem próprio. Suspiria é o oposto. É um filme com maquiagens, penteados e perucas diferentes. Tilda e eu nos divertimos muito, adoramos trabalhar juntas. Ela é tão inteligente e adorável, cheia de talento. Trabalhar com ela é sempre um sonho se tornando realidade.

Sobre “Sound of Metal”:
Matthias é uma pessoa tão especial, muito inteligente, mas também muito engraçado. Adorei trabalhar com ele. Nós nos damos muito bem e contar a história de “The Sound of Metal” foi realmente bonito. Foi um prazer trabalhar com ele neste filme.

Sobre sua mãe, Melanie, e a avó, Tippi:
Acho que tenho um pouco das duas. Gostaria de pensar que herdei um pouco da força e da graça da minha avó. Ela é a mulher mais elegante que já conheci na minha vida. Minha mãe é muito brilhante e engraçada. Eu também gostaria de me imaginar assim.

Quando sua família descobriu que obteve o papel em ‘Cinquenta Tons’:
Aceitei o papel antes que eles soubessem, mas eu sabia que me apoiariam 100%. Eles sabem que é apenas trabalho, que não sou eu, estou atuando. Acho que minha mãe até leu o primeiro livro, mas, fora isso, tem sido uma experiência muito particular para mim. Ainda é, pois nunca falamos sobre ‘Cinquenta Tons’. Meu pai ficou animado também: ele não é uma pessoa muito protetora e apoia qualquer coisa que eu faça. Obviamente, meu pai, minha mãe e minha avó nunca viram os filmes e eu não gostaria que eles vissem.

Fonte | Tradução: Bárbara S.