Seja bem-vindo ao Dakota Johnson Brasil, sua fonte mais atualizada de informações sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue ao lado e divirta-se com todo o nosso conteúdo. O Dakota Johnson Brasil não é afiliado de maneira alguma a atriz, sua família, amigos ou representantes. Este é apenas um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos.
imagem-padrao

O mais novo projeto de Dakota Johnson, Don’t Worry, Darling, sofreu algumas mudanças em seu elenco. Previamente, Shia LaBeouf [co-star de Dakota em The Peanut Butter Falcon] tinha sido anunciado como um dos atores principais, mas acabou tendo que desistir do filme [por motivos não divulgados], e assim o ator e músico Harry Styles juntou-se ao elenco, que já contava com Florence Pugh, Chris Pine e claro, Dakota Johnson.

Durante o podcast Shut Up Evan, a diretora de Don’t Worry, Darling, Olivia Wilde, em entrevista a Evan Ross Katz deu mais algumas informações sobre o thriller! Confira abaixo a tradução:

“Este filme é tão divertido. É um filme selvagem, estranho e totalmente bizarro que estamos fazendo e estamos fazendo na época de Covid, o que é esquisito e também exige um grande esforço. É algo que me deixa muito animada em todos os sentidos.” — Olivia Wilde sobre Don’t Worry, Darling.

O filme contará a história de uma dona de casa (Florence Pugh) dos anos 50 e como sua realidade começa a ser destruída pouco a pouco, revelando uma verdade perturbadora. O filme se passa em uma comunidade isolada e utópica que vive no deserto da Califórnia, em 1950.

Don’t Worry, Darling ainda não teve sua data de estreia definida.



Dakota Johnson é exatamente como você — dominada por escolher tudo, sem saber o que assistir, pesquisando no Google “o melhor da Netflix…” Ou talvez, ela esteja operando num modo insatisfeito perpétuo até que ela se dê conta que não precisa de outras pessoas lhe dizendo o que assistir, ler ou ouvir. “Eu tenho gostos muito específicos”, ela me diz da sua casa em L.A., onde ela tem se refugiado desde que as regras de distanciamento social entraram em vigor. “Eu sei o que eu acho que é bom, vale a pena e é profundo. São as coisas que tem honestidade e integridade, um sentimento de encanto por trás da narrativa, prestando bastante atenção aos detalhes.” São esses tipos de produtos culturais que Johnson espera promover através da sua produtora, Tea Time, lançada no último outono com a amiga dela ( ex–executiva da Netflix) Ro Donnelly — “Eu roubei ela,” Johnson alegremente explica. “As ideias para Tea Time foi permitir que as pessoas experimentassem, o que achamos ser brilhante, hilário e instigante.” A produtora tem inúmeros projetos em desenvolvimento, mas devido a quarentena do coronavírus, muitas dessas coisas foram colocadas em prazos incertos. Atualmente, no entanto, Johnson e Donnelly estão lançando listas de Top 10 de suas coisas favoritas para se assistir (em stream), e no início de cada mês, suas coisas favoritas para ler e eventos de arte para se “visitar”.

As listas são um serviço, mas também são cartões de visita para a Tea Time.Nós queremos transmitir a mensagem de que temos um gosto totalmente específico, mas esse gosto não se limita a um determinado tipo de gênero.” Johnson diz que ela quer que a Tea Time seja aquele tipo de lugar que abraçaria um jovem escritor mergulhando seus dedos no mundo da roteirização. Isso parece ser um modelo mais transparente de desenvolvimento de filmes e TV, é algo natural e não moldado: “Essa maneira apenas pareceu natural para nós,” diz Johnson. “Produtoras são frequentemente vistas apenas como grandes fábricas que produzem conteúdo. É incerto como a indústria será quando tudo isso (coronavírus) acabar. Mas precisamos apoiar artistas com ideias semelhantes.”

Essa é uma atitude que ela parece explorar naturalmente. Quando eu a perguntei sobre “aquele que escapou” — o livro ou artigo que alguém adquiriu antes que ela pudesse — ela responde rapidamente, mas graciosamente. “Antes mesmo de nós começarmos a produtora, me mandaram o manuscrito de My Year of Rest and Relaxation, da Otessa Moshfegh, eu estava simplesmente perplexa por ele.” Mas, ela continua, “Margot (Robbie) está fazendo esse filme, e é perfeito para ela.”

Fonte | Tradução: Natália



Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Dakota Johnson Brasil © 2020  
Host: Flaunt Network | DMCA | Privacy Policy