Seja bem-vindo ao Dakota Johnson Brasil! Sinta-se à vontade para comentar nos posts, visitar nossa galeria e ficar informado sobre a atriz e modelo Dakota Johnson. Esperamos que aproveite todo o conteúdo que o site tem a oferecer e volte sempre.
14.02.2018

Na semana passada, Dakota Johnson foi à Paris, na França, para promover Cinquenta Tons de Liberdade. De lá, ela conversou pelo telefone com o AOL Entertainment, falando sobre o filme, sua carreira e mais. Confira:

DAKOTA JOHNSON ESTÁ “FELIZ” POR TER FINALIZADO A FRANQUIA CINQUENTA TONS, MAS ISSO NÃO SIGNIFICA QUE ELA NÃO APRECIA OS EFEITOS INCRÍVEIS QUE ELA — E SEUS FÃS — TIVERAM EM SUA CARREIRA DE ATRIZ.

Quando Dakota Johnson falou com o AOL Entertainment pelo telefone durante uma recente press tour de Cinquenta Tons de Liberdade em Paris, ela começou a conversa mencionando a última história louca que foi parar nas manchetes.

“Você viu essa história de papeis da Segurança Nacional sendo esquecidos num avião?” ela perguntou, se referindo aos documentos de anti-terrorismo do Super Bowl que foram, bem, esquecidos em um avião.

“Vi,” respondi com uma risada nervosa. “Lendo as notícias entre entrevistas, presumo?”

“Lendo as notícias e também [pensando], Que p-rra está acontecendo?” Johnson respondeu. “Acho que as pessoas estão tão assustadas com o mundo que estão perdendo a cabeça — especialmente eu.”

Pelo contrário! Durante nossa entrevista, a atriz não poderia ter sido mais séria, autoconsciente e aberta. Johnson, sem se arrepender em ser seletiva sobre com quem ela trabalha, assim como em sua decisão de deixar de lado as redes sociais pelo bem de sua saúde mental, continua a aprender mais e mais sobre si mesma e suas habilidades com cada projeto que aceita fazer, e isso a anima.

E enquanto ela começa a olhar adiante da franquia de Cinquenta Tons, Johnson será, com certeza, sempre grata pelas oportunidades que lhe foram dadas, chegando até a dizer que “não teria uma carreira” sem isso.

Abaixo, o AOL Entertainment conversa com Dakota Johnson sobre finalizar a franquia de filmes de Cinquenta Tons, empurrando-se para se tornar uma melhor atriz e sua apreciação pelos seus fãs.

Confiram nossa conversa completa com Dakota Johnson à seguir:

Como se sente em finalizar essa era de sua carreira?
É incrível. Me sinto muito grata e orgulhosa desses filmes. Sinto orgulho de ter finalizado eles. Chegamos ao fim, ainda estou viva e isso é uma vitória. [Risos] Eu me sinto animada, para ser sincera. Estou feliz, e espero que os fãs gostem do filme. Acho que o terceiro está realmente focado em satisfazer os fãs, e isso é muito importante para mim. Eles me deram a vida mais incrível. Estou animada para seguir em frente e continuar fazendo filmes — alguns que eu talvez não tenha que estar nua.

Os fãs de Cinquenta Tons são incrivelmente apaixonados e protetores desse material. Como foi interagir e ouvir comentários deles nos últimos anos?
Não posso dizer que interajo muito ou ouço comentários, porque não tenho redes sociais, então eu não entendo toda essa conversa, o que acho que é muito bom para minha saúde mental. Não seria capaz de lidar com esse tipo de crítica e julgamento. Sou uma pessoa muito privada e não consigo entrar em sintonia com aquilo, mas o que eu mais senti com os fãs foi o apoio incrível e a lealdade. Foi realmente maravilhoso para mim. O fato de que eles sempre voltam para assistir os filmes e ficam igualmente animados com eles é incrível. Sem isso, eu não teria uma carreira. Não teria a plataforma que tenho.

O que você aprendeu sobre si mesma ou sobre suas habilidades de atuação enquanto trabalhava nos filmes de Cinquenta Tons?
Aprendi muito. Aprendi sobre os tipos de pessoas com quem quero trabalhar e que, de verdade — com convicção, graça e auto-estima — eu posso tornar qualquer um dos meus sonhos realidade trabalhando duro. Também aprendi que não preciso comprometer a mim e a minha auto-estima pelos meus sonhos. Aprendi que não há problema em eu me defender, mesmo que isso signifique que não gostem de mim. Não tem problema. Aprendi que não sei até onde minhas habilidades vão ou quais são meus limites. Não há paredes ou tampas no que eu sou capaz de fazer. Cada trabalho que faço, fico surpresa e aprendo. Nunca vou me acostumar com esse trabalho, e nunca ficarei entediada ou me sentirei totalmente confortável com ele.

Você disse que aprendeu e que não sabe os limites das suas próprias habilidades. Cite algo que você recentemente aprendeu enquanto filmava que te surpreendeu.
Eu gravei esse filme, Suspiria, e em 90% [dele] era eu mesma dançando, e isso foi uma realização. Aquele era o tipo de trabalho em que eu estava aterrorizada de fazer durante os três anos de preparação, e até o último dia eu estava, “Não consigo fazer isso, não consigo fazer isso, não consigo fazer isso,” e quando o último dia passou eu disse, “Ok, eu consegui.”

Muita coisa acontece em Cinquenta Tons de Liberdade. Tem um casamento, uma lua de mel, uma casa nova, um sequestro de um parente. Como você abordou tudo isso durante as filmagens?
É muita coisa sim. É demais. Não sei [como lidei com isso], porque não escolhi as coisas pelas quais ela passou. Na maior parte do tempo, com cada coisa que ela encarava, ela fazia uma escolha entre ser empoderada ou meio que apenas se deitar. 9 de 10 vezes, ela escolhe ser empoderada. Talvez até mesmo 10 de 10 vezes.

Fonte | Tradução: Laura M.

relacionado
18.09.2018
relacionado
09.06.2018
relacionado
27.04.2018
relacionado
26.04.2018
comente a postagem!